quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Milhares de sobrenomes italianos em São Paulo

Não sei se é porque fui criado em São Bernardo, mas 5 dos meus 6 melhores amigos de infância têm sobrenomes italianos, contando com o meu são ao todo 6:

Della Negra
Brunelli
Venelli
Gaya
Vizoni
Noveletto

Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul são cidades que receberam muitos imigrantes italianos durante a invasão italiana em São Paulo, o ABC paulista é um dos maiores pólos industriais do país, mas também é mais um dos redutos italianos dentro de São Paulo.

Minha avó que foi criada em São Caetano dizia que na década de 30/40, eles iam de carroça de São Caetano até o bairro do Demarchi em São Bernardo para almoçar em pequenos restaurantes instalados na casa das famílias italianas que no começo do século adquiriram várias chácaras no local.

Nessa época estes restaurantes começaram a ficar famosos principalmente porque eles estavam no caminho para o litoral, muitas famílias paravam nas chácaras para almoçar antes de continuar a longa viagem de São Paulo até Santos, e desde então, a rota dos restaurantes do Demarchi começou a ficar conhecida, a famosa rota do frango com polenta.

O bairro recebeu o nome em homenagem a família italiana Demarchi, mas abrigou muitas outras famílias como os Battistini, os Morassi, os Tolotti e os Capassi, todos eles foram encaminhados da hospedaria para essas terras chamadas de Colônias, terras intactas que foram praticamente doadas pelo governo para os imigrantes plantarem e cultivarem alimentos.

Assim como os Demarchi, a família Battistini também virou nome de bairro, ali colado ao Demarchi, ambos atualmente conhecidos pelos gigantescos restaurantes que já não são tão movimentados, por abrigar a fábrica da Volkswagem e várias empresas de transportadoras de carros, as conhecidas cegonheiras.

Essa é mais de uma das milhares de pequenas histórias da Italianada em São Paulo, todas elas espalhadas por todo o estado, pois são milhares de famílias, milhares de descendentes.

Além dos meus amigos de infância, relacionei aqui mais alguns sobrenomes de pessoas que conheci ou que trabalhei até hoje, alguns são meus amigos, outros apenas colegas, mas o que vale é saber que cada um deles carrega um pouco da história de cada imigrante italiano que chegou em São Paulo.

Albertini
Agnelli
Amadesi
Baggio
Barbieri
Barone
Bassi
Bellentani
Belon
Betti
Brussi
Buim
Caliari
Cammarano
Canale
Carone
Carretero
Caselli
Cavallini
Coldibelli
Colussi
Coppini
Del Buono
Ferrari
Foganholi
Fortis
Franchini
Fuzinato
Fuzzo
Genovesi
Gianello
Giglio
Grassone
La Pastina
Lanza
Levi
Lucato
Lucena
Mantovani
Marmobello
Marquesi
Martinelli
Marucci
Mastromauro
Matiazzi
Medici
Mellone
Mengai
Moscarella
Mucheroni
Nazzoni
Negri
Orsini
Otoboni
Palermo
Paschino
Pellegrini
Perrone
Pierin
Piero
Pugliese
Raimondi
Ricci
Romano
Ronqui
Santucci
Sartori
Savegnago
Savone
Scagliarini
Scannapieco
Scattine
Seleri
Serciloto
Spirandelli
Tassinari
Toldo
Tonussi
Traldi
Travaglin
Trocoletto
Valdrighi
Vecchi
Vechiato
Venditti
Venturoso
Vitta
Vivolo
Vulcano
Zago
Zorzella

5 comentários:

Rodrigo Galli disse...

Faltou o sobrenome GALLI ai campeão... uhaauhuha...

Mas esse não vem do ABC, mas sim do Parana.

Anônimo disse...

O meu é Canghin, mais fui batizado como "Canin" pois assim era dos meus tios,pai, e avô, e do meu bissavô era o certo "Canghin", foi um rolo ..haha

Anônimo disse...

Faltou Benaducci é o Prospero

Guilherme Gomes Zani disse...

Faltou o sobrenome Zani.

ivair dos santos Fernando disse...

trocolleto e de sobrenome de minha avo.morei em sao bernardo do campo...jd santo ignacio..estou pesquisando se ha antecedentes ae nessa regiao com este sobrenome.