sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Cidadania Italiana, a saga continua

Documentos, certidões, requerimentos, tudo certo para o processo do reconhecimento da cidadania italiana, porém há 2 caminhos bem distintos a percorrer.

Me cadastrei no site do Consulado Italiano de São Paulo para solicitar o agendamento da entrega dos documentos solicitados para a cidadania, mas a resposta que tive não foi das mais animadoras:


Prezado Usuário,

Em relação ao seu pedido informamos que deverá comparecer no dia 12/06/2019, das 8:30h às 11:00h no Consulado Geral da Itália - São Paulo situado na Av. Paulista, 1963 munido dos documentos a serem legalizados.



Como é que é???? 2019??? Daqui a 9 anos??? Ma che cazzo?!?!?!
Pois é, esta é a fila para a legalização aqui em São Paulo, 9 anos de espera.

Como não sou de esperar muito, minha ansiedade não permite, resolvi buscar outras alternativas, empresas especializadas em assessoria no processo de reconhecimento da cidadania italiana.
Algumas são com certeza pura enganação, outras parecem ser mais sérias, mas quase todas tentam com aquele jeitinho brasileiro conseguir a legalização das certidões aqui para poder solicitar o passaporte direto na Itália.

Existem algumas discordâncias no assunto. Em uma delas, a pessoa me disse que o processo seria: retificar o documento (alterar datas e nomes na certidões de nascimentos), traduzi-los para o italiano, depois entrar com um recurso no consulado italiano para a legalização do documento, ou seja, furar a fila de espera, e só depois disso, a legalização para poder tirar o passaporte na Itália. Tudo isso pela bagatela de 18.000 reais, fora a parte italiana, que deveria ser feita em Verona.

Outra empresa me passou o valor de 9.000 reais para traduzir e legalizar os documentos no consulado, fora a parte italiana. Tudo isso sem a necessidade de retificação das certidões, para depois retirar o passaporte na Calabria.

Em outra empresa, não ficaria por menos de 12.000 reais, pois além da legalização, teria que retificar os documentos pra depois embarcar para Milano e retirar o passaporte.

Realmente, a coisa parece ser bem mais complicada do que parecia, ou espero 9 anos, ou então gasto em torno de 18.000 reais para tirar fora do país em mais ou menos 6 meses.

Ano que vem tenho um casamento em Madrid, minha cunhada vai casar lá, e posso aproveitar a viagem para tirar o meu passaporte italiano. Tudo depende do tempo e do $tempo$, com certeza vai sair, mas não sei por onde.

Vamos que vamos! A saga continua...

5 comentários:

Diego disse...

O mais certo que devemos fazer, é juntar uma galera grande e bater lá na porta do CONSULADO. A MESMA coisa que o povo da argentina e fez e eles tiram a cidadania muito mais rápido.

Helio Bertolucci Jr. disse...

Caríssimo,
Você ainda recebeu uma resposta que direta. Dei entrada em 2007 e acho que até a Copa de 2014 consigo algo. Sem contar que nesse interim poderá morrer mais pessoas. Neste ano perdi meu pai, mais documentos à vista (rs).

O jeito é não desanimar. Abs,

Ana Amélia disse...

Olá...

Bom, compartilho essa sua indignação. Estou na Italia e nao consigo dar a entrada por aqui porque preciso de uma autenticação do consulado italiano de Sao Paulo e pra isso tenho que esperar nessa fila eterna. So posso dizer que estou sem palavras pra expressar minha indignação!!
Se alguém de vocês souber alguma saida diretamente aqui na Italia, por favor me mande um email (ana-pardini@hotmail.com)

Muitissimo obrigada!

Ana

Diego disse...

Você contratou alguma empresa? Qual?

Henrique Pantarotto disse...

Convido os amigos a conhecerem a minha história, como eu tive a cidadania italiana negada pelo consulado de São Paulo mesmo furando a fila e mesmo já sendo filho de cidadão italiano: http://blog.henpa.com/cidadania-italiana/